Cresce uso do celular por consumidores para pesquisa no PDV

Panorama Farmacêutico

De um lado, consumidores ávidos por aproveitar seus smartphones como poderosas ferramentas de compra na loja física. De outro, varejistas ainda despreparados para absorver essa tendência. Esse descompasso foi uma das conclusões apontadas na mais nova pesquisa da Boston Retail Partners (BRP) com cerca de 2 mil clientes norte-americanos e executivos do varejo local dos EUA.

O estudo, intitulado “Special Report: In-Store Mobility”, revelou que 63% dos consumidores lançam mão do celular com frequência para pesquisar atributos, preços e disponibilidade de produtos enquanto percorrem o ponto de venda – 85% adotaram esse procedimento pelo menos uma vez. Além disso, 41% informaram a intenção de ampliar a frequência de compras com apoio dessa ferramenta nos próximos 24 meses.

Em contrapartida, apenas 49% dos varejistas vislumbram a experiência digital integrada à loja física como uma das prioridades para assegurar o engajamento do cliente. Enquanto 67% dos consumidores entrevistados indicaram que cupons de descontos e benefícios online são determinantes para a decisão de compra, 57% dos gestores oferecem essas promoções.

“À medida que os clientes se tornam mais confortáveis em explorar a tecnologia móvel e checar informações por conta própria, os varejistas precisam ser mais ágeis para acompanhar esse grau de conhecimento”, admite Marty Whitmore, vice-presidente sênior da BRP.

No Brasil, onde o número de 220 milhões de celulares já supera o tamanho da população, setores como o farmacêutico encontram um grande potencial para aprimorar a experiência de consumo. “O mobile traz possibilidades amplas para uma interação simples, econômica e de efeito imediato”, argumenta Mark Cullen, CEO da mscripts, consultora líder em soluções do gênero em farmácias dos Estados Unidos.

A matéria acima, publicada no portal Panorama Farmacêutico, mostra que cada vez mais usuários estão buscando o fácil acesso a informações de seus produtos. Na área de medicamentos não é diferente, para isso uma boa saída é a utilização do aplicativo MEDiD, o qual fornece diversas funcionalidades para facilitar a vida do paciente.

Nosso aplicativo preza pelo consumo consciente de medicamentos, alertando para produtos falsificados com informações sobre sua procedência, além de enaltecer a importância do paciente ter fácil acesso à bula dos medicamentos e receber alertas a respeito do consumo dos mesmos. Faça download já na Apple Store ou Google Play.

Publicação na íntegra: https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/03/11/cresce-nos-eua-uso-do-celular-para-pesquisa-no-pdv/